Currículo


03/02/2016 - Proposta Curricular

Nossa proposta curricular torna o aluno protagonista no processo de aprendizagem..

Entendemos que o currículo deve ser a integração do conhecimento acumulado pela humanidade com toda e qualquer produção de conhecimento que acontece na escola, bem como a aplicação deles no seu espaço. O currículo vai muito além dos conteúdos das diferentes áreas de estudo e disciplinas, pois ele também deve trazer para dentro das discussões de sala de aula as vivências de seus alunos. O currículo assim, resulta na construção do cotidiano da escola, se adequando, se criando, se re-criando, se criticando.

Nesta abordagem, que pressupõe um currículo aberto, não cabe a adoção de materiais apostilados ou de sistemas de ensino que determinam, a priori, conteúdos a serem ensinados. No seu lugar garantimos, por meio da criação de vínculos entre as diferentes áreas do conhecimento e o cotidiano, trabalhar com conceitos e não com a reprodução de conteúdos, se apoiando na literatura, livros didáticos, nas tecnologias de informação e comunicação, dentre tantos outros recursos. As combinações têm se mostrado infinitas: têm propiciado a vivência coletiva da arte com a literatura; do folclore e cultura popular com nossas festas; das mídias digitais com os debates sobre problemas da nossa sociedade; do teatro e da música com a expressão corporal; das ciências com as invenções e culinária; da ecologia com o espaço da escola.

Esta forma de trabalhar permite um ganho aos alunos, posto que não se restringe à aprendizagem de conteúdos hierarquicamente organizados. Em função disso, a trajetória acadêmica deles é ampliada, o que possibilita o desenvolvimento de múltiplas linguagens: oral, escrita, matemática, imagética, corporal, que oportunizam a expressão do pensar sem limites pré-estabelicidos pelas faixas etárias.

O currículo pode propiciar a abertura para pensar outra educação, ser um espaço de pensar sobre o pensamento, que não lida com verdades postas, e as reconhece como provisórias.